Para participares é muito simples.

Assiste a este vídeo e descobre que tipo de ideias poderás apresentar, assim como tudo o que precisas de fazer para participares no concurso de ideias Mundar. Participa, e muda o teu mundo.

Tutoriais de Apoio

Regulamento

1. Introdução

O “Concurso de Ideias para Jovens – Mundar: Muda o Teu Mundo”, adiante abreviadamente designado por “Concurso Mundar”, visa apoiar o empreendedorismo e a capacitação dos jovens, através da criação de ações que incentivem os jovens a apresentarem as suas ideias, a criarem projetos, a organizarem ações em prol dos seus interesses e da sua comunidade, tendo em vista a sua gradual emancipação.

A geração anterior contou com a realização de duas edições do Concurso Mundar. Desenvolvido em parceria pelo Programa Escolhas, pela Fundação Calouste Gulbenkian e pela Torke+CC, o Concurso Mundar apoiou, nas suas duas edições, um total de 47 “ideias” que concretizaram projetos de vida, melhoraram as comunidades dos jovens e ou criaram soluções para problemas sociais.

Face ao impacto do Concurso Mundar nas suas 1ª e 2ª edições e considerando o sucesso resultante da implementação das “ideias” então aprovadas, o Programa Escolhas e a Fundação Calouste Gulbenkian consideram pertinente renovar a sua aposta no empreendedorismo e na capacitação dos jovens, lançando uma nova edição deste Concurso.

O presente Regulamento define as condições de acesso, regras e procedimentos da 3ª edição do Concurso Mundar. 

2. Objetivo

2.1. O Concurso Mundar tem como objetivo estimular a criatividade e a proatividade dos jovens na identificação, criação e implementação de soluções para necessidades sentidas pelos próprios e pelas comunidades onde estão inseridos, desafiando os jovens a olhar para si, para o seu redor e para o mundo, e a agir.

2.2. O Concurso Mundar constitui-se como uma plataforma que desafia os jovens a gerar “ideias” que permitam responder a necessidades sentidas por estes, disponibilizando as ferramentas técnicas para a estruturação dessas “ideias”, apoiando-as financeiramente e acompanhando a sua implementação. 

3. Eixos de Intervenção

3.1. O Concurso Mundar estrutura-se nos seguintes eixos de intervenção, no âmbito dos quais os jovens poderão apresentar as suas ideias:

3.1.2. EIXO I. MUDA-TE

Apresentação de ideias que visem a criação de soluções com potencial de negócio.

Exemplo: Tens dificuldade em estudar e descobriste a solução para te concentrares? Tens uma ideia para um negócio e queres pô-la em prática? As tuas soluções podem ser inspirações para outros jovens. Desafia-te e partilha.

3.1.3. EIXO II. MUDA A TUA COMUNIDADE

Apresentação de ideias que visem a criação de soluções para a resolução de um problema identificado na tua comunidade, relacionado nomeadamente com a requalificação de espaços públicos e de utilização comum.

Exemplo: Queres recuperar um antigo parque infantil e descobriste a melhor forma de o fazer? Queres reabilitar as hortas da tua comunidade e tens voluntários para te ajudar? Mostra-nos como é possível fazê-lo.

3.1.4. EIXO III. MUDA O TEU MUNDO

Apresentação de ideias que visem a criação de soluções para a resolução de um determinado problema social sentido por uma comunidade ou grupo.

Exemplo: Queres contribuir para acabar com a fome na tua cidade e identificaste uma forma de o fazer? Imaginaste uma forma de combater a pobreza e achas que “tem pernas para andar”?

3.2. Os eixos de intervenção definidos anteriormente servem apenas como guias para apresentação de ideias.

3.3. Os vencedores não serão determinados consoante os eixos de intervenção, mas sim pela qualidade da ideia no geral.

4. Participantes

4.1. O Concurso Mundar destina-se a jovens dos 16 aos 30 anos, que apresentem ideias que se enquadrem nos eixos de intervenção definidos no número 3 do presente Regulamento e desde que o façam através de um projeto Escolhas.

4.2. Os jovens poderão participar quer a título individual quer em equipa, devendo em qualquer caso submeter a sua ideia em articulação com o técnico do projeto Escolhas local.

4.3. Sempre que a ideia seja apresentada por uma equipa, esta deverá ser constituída, no mínimo, por 2 jovens com idades compreendidas entre os 16 e os 30 anos e ser acompanhada por um técnico do projeto Escolhas escolhido.

5. Calendarização

O concurso Mundar tem início a 2 de novembro de 2016, e decorrerá de acordo com o seguinte cronograma:

Lançamento do concurso Mundar: 2 de novembro de 2016

Realização de Sessão de esclarecimento LX: 7 de novembro de 2016

Realização de Sessão de esclarecimento PT: 11 de novembro de 2016

Prazo para a submissão das ideias: 25 de novembro de 2016

Pré-seleção das 40 melhores ideias: 9 de dezembro de 2016

Apresentação (pitch) das 40 melhores ideias: 17 de dezembro de 2016

Divulgação das ideias vencedoras: 19 de dezembro de 2016

Entrega do apoio financeiro às entidades gestoras dos projetos Escolhas: dezembro de 2016 a março de 2017

Formação Mundar: de janeiro a março de 2017

Implementação das ideias Mundar: 2 de janeiro a 30 de Setembro de 2017

Sessões de consultadoria via skype às ideias vencedoras: abril de 2017

Ronda de visitas/Reportagens Mundar: junho a agosto de 2017

Evento Final do Concurso Mundar: setembro de 2017

Entrega de relatório final de implementação da ideia: 31 de outubro de 2017

Acompanhamento Técnico durante o concurso: de outubro de 2016 a dezembro de 2017

6. Inscrição na plataforma

6.1. Para participar no concurso será necessário efetuar uma inscrição na plataforma Mundar (www.mundar.pt), que deverá ser realizada com o apoio do técnico do projeto Escolhas escolhido pelo jovem candidato.

6.2. Quando o candidato não for participante de um projeto Escolhas nem tão pouco tiver qualquer contacto com um projeto Escolhas de forma a poder apresentar a sua ideia através desse projeto, deverá contactar a coordenação do concurso através do email: mundar@programaescolhas.pt, para que lhe seja facilitado o acesso e articulação com um projeto Escolhas próximo da sua área de residência.

7. Formulário de candidatura

7.1. Após inscrição, o candidato e o técnico do projeto Escolhas terão acesso personalizado a uma área reservada da plataforma, onde é disponibilizado o formulário de candidatura para apresentação da ideia a concurso.

7.2. O técnico do projeto Escolhas é o único com acesso à versão editável do formulário, embora este se encontre disponível para download a fim de poder ser trabalhado pelo concorrente previamente à sua submissão.

8. Sessões de Esclarecimento

8.1. Serão realizadas duas sessões de esclarecimento em duas zonas, em Lisboa e no Porto, nos dias 7 e 11 de novembro de 2016, respetivamente, e nos locais definidos pelo Programa Escolhas, que serão divulgados atempadamente.

9. Linha de apoio durante a fase de candidatura

9.1. Entre o dia 2 e 25 de novembro de 2016, inclusive, os concorrentes poderão recorrer a uma linha de apoio que o Concurso Mundar providenciará para o efeito, através do e-mail: mundar@programaescolhas.pt e do número 218 103 060.

10. Submissão de Ideias

10.1. As ideias a concurso deverão ser obrigatoriamente apresentadas através do formulário de candidatura referido no número 7.1..

10.2. Após a submissão da ideia, o formulário deixará de ser editável, devendo o candidato guardar a versão final submetida.

10.3. As ideias deverão ser submetidas na plataforma até ao dia 25 de novembro de 2016.

11. Seleção das Ideias

11.1. Após a submissão das ideias, serão pré-selecionadas as 40 melhores ideias.

11.2. As 40 melhores ideias serão submetidas a nova apreciação, através da realização de um pitch (apresentação oral) com a duração máxima de 2 minutos.

11.3. Do pitch serão aprovadas até ao máximo de 30 ideias vencedoras.

12. Critérios de Avaliação na pré-seleção

12.1. Para a pré-seleção das 40 melhores ideias serão aplicados os seguintes critérios:

a. INOVAÇÃO - Coerência global da ideia, tendo em consideração o diagnóstico de necessidades, plano de ação (criatividade), utilidade, sustentabilidade e escalabilidade;

b. ADEQUAÇÃO - Enquadramento da ideia tendo em consideração o contexto socioeconómico, cultural e ambiental;

c. RELAÇÃO CUSTO/BENEFÍCIO - Exequibilidade da ideia proposta, tendo em consideração os recursos de que dispõem (ex. equipa), o montante solicitado e a capacidade de angariação de outros apoios (financeiros, logísticos, humanos…) demonstrada;

d. QUALIDADE - Demonstração de que a ideia vai de encontro aos interesses e necessidades do público para o qual é destinada, revelando-se útil e interessante para o mesmo; 

e. SUSTENTABILIDADE - Previsão da continuidade/durabilidade da ideia sob uma perspetiva económica, social, cultural e ambiental.

12.2. Cada critério terá a ponderação de 20%.

13. Critérios de Avaliação no Pitch

13.1. Para a seleção das ideias vencedoras serão aplicados os seguintes critérios:

a. Pertinência - Adequação da ideia ao contexto de implementação - ponderação de 30%;

b. Viabilidade – Identificação de todas as condições necessárias para a concretização da ideia -  ponderação de 30%;

c. Recursos - Capacidade de identificação e angariação dos recursos (humanos, organizacionais, materiais, físicos, financeiros, etc,) necessários para a concretização da ideia - ponderação de 20%;

d. Participação - Envolvimento ativo dos jovens e beneficiários da ideia na criação e implementação da ideia - ponderação de 20%.

14. Matriz de Avaliação

14.1. A análise das candidaturas na pré-seleção e no Pitch tem por base uma matriz que incorpora os critérios e prioridades definidos nos números anteriores.

14.2. A matriz de avaliação referida no número anterior estará disponível no endereço www.mundar.pt no mesmo dia em que é publicado presente Regulamento.

15. Avaliação

15.1. Todas as ideias serão avaliadas por um júri interdisciplinar, composto por três membros efetivos, um dos quais presidirá.

15.2. Os membros do júri são designados conjuntamente pelo Programa Escolhas e pela Fundação Calouste Gulbenkian.

15.3. O júri é constituído mediante despacho do Alto-Comissário para as Migrações, no qual será igualmente designado o vogal efetivo que substituirá o presidente nas suas faltas e impedimentos, bem como, também para as situações de falta e impedimento, vogais suplentes em número idêntico ao dos efetivos.

15.4. O despacho constitutivo do júri será disponibilizado aos candidatos no endereço www.mundar.pt até à data limite para apresentação das candidaturas.

15.5. Após análise das candidaturas, em conformidade com o disposto no presente Regulamento, o júri emite parecer escrito com a classificação das candidaturas que identifique, de forma fundamentada, quais as ideias a apoiar prioritariamente.

16. Divulgação dos resultados

16.1. Os candidatos são notificados, por correio eletrónico, da classificação das candidaturas, com a ata do Júri, bem como com a respetiva matriz de avaliação.

16.2. Não há lugar a audiência prévia, nos termos do artigo 124.º do Código do Procedimento Administrativo.

16.3. A classificação das candidaturas será igualmente divulgada na plataforma Mundar e no site do Programa Escolhas www.programaescolhas.pt, no dia 19 de dezembro de 2016.

17. Formação

17.1. Os vencedores do Concurso Mundar terão de participar num programa de formação que lhes permitirá adquirir conhecimentos na área de empreendedorismo, criatividade, comunicação e plano de negócios.
Está prevista a realização de pelo menos uma sessão de formação presencial.

18. Execução das ideias vencedoras

18.1. A fase de implementação das ideias vencedoras deverá decorrer desde a data da aprovação até 30 de setembro de 2017.

19. Acompanhamento durante a fase de implementação da ideia

19.1. Durante o período de implementação das ideias vencedoras estão previstos momentos de consultoria à distância (via skype) dinamizados pela equipa de coordenação do Concurso.

20. Relatório de Avaliação

20.1. Os vencedores das ideias deverão apresentar até 31 de outubro de 2017 um relatório de execução referente à implementação da ideia vencedora, que inclua a discriminação de todas as despesas efetuadas, bem como os registos fotográficos e multimédia captados durante a fase de implementação da ideia.

20.2. O modelo do relatório referido no número anterior será disponibilizado pela equipa de coordenação do Concurso Mundar.

21. Prémios

21.1. Serão selecionadas até ao máximo de 30 ideias, às quais o Programa Escolhas e a Fundação Calouste Gulbenkian atribuirão um apoio financeiro no valor máximo de 2.500€ por ideia.

21.2. O prémio referido no número anterior será disponibilizado através de transferência bancária efetuada diretamente para a conta bancária da entidade gestora do projeto Escolhas escolhido pelo participante.

22. Despesas

São consideradas elegíveis todas as despesas necessárias para a conceção, execução e avaliação das ideias Mundar, dentro dos limites de razoabilidade do custo.

São consideradas elegíveis, as despesas efetuadas entre a data de início e final da execução da Ideia.

A equipa de coordenação do Concurso Mundar facultará aos vencedores, no início da implementação das ideias, notas explicativas referentes aos procedimentos financeiros.

23. Comunicação

23.1. Todas as ideias candidatas ao Concurso Mundar poderão ser divulgadas na plataforma Mundar e nos meios de comunicação do Programa Escolhas, bem como nos meios de comunicação da Fundação Calouste Gulbenkian, com a identificação dos participantes e do projeto Escolhas responsável.
As ideias Mundar poderão ser ainda divulgadas nos meios de comunicação dos parceiros da iniciativa.

24. Autorizações Legais

23.1. Compete a cada vencedor e cada projeto Escolhas respetivo garantir e demonstrar que a ideia reúne todas as autorizações legais exigidas para a sua concretização.

25. Correspondência

24.1. As comunicações, correspondência ou envio de documentação no âmbito do Concurso Mundar, deverão ser efetuadas através do e-mail mundar@programaescolhas.pt ou por correio para a sede do Programa Escolhas.

26. Divulgação

26.1. Todos os suportes de comunicação criados no âmbito do Concurso Mundar deverão incluir os logótipos das entidades promotoras e financiadoras da iniciativa.

26.2. A equipa de coordenação do Concurso Mundar facultará aos vencedores, no início da implementação das ideias, o manual de regras de comunicação a adotar no âmbito desta iniciativa.

Download regulamento

Perguntas Frequentes

Como devo obter apoios para implementar a minha ideia?

Deverás entrar em contacto com entidades que te possam ajudar na implementação da tua ideia, nomeadamente através de apoios monetários ou materiais. Para te ajudar nesta tarefa poderás pedir ajuda ao projeto Escolhas. Como contrapartida, deverás divulgar e publicitar os apoios oferecidos pelas entidades.